Faça amor, não faça jogo
Autor (a): Ique Carvalho
Editora: Guterberg 
Número de Páginas: 224
Onde comprar: Amazon Extra | Saraiva

Sinopse: Viver a plenitude do amor é o desejo senão de todas, ao menos da maioria das pessoas. Amar e ser amado incondicionalmente, contar com o apoio de alguém para as horas difíceis e para os momentos alegres, e saber que independentemente do que fazemos, alguém estará ao nosso lado simplesmente pelo que somos é o ideal de vida de muitos.

Viver esse amor na prática, no entanto, nem sempre é fácil. E é exatamente sobre felicidade, vida e amor que Ique Carvalho fala neste livro. O autor, que começou escrevendo em seu blog e já tocou o coração de milhares de pessoas que se envolveram e se emocionaram com suas palavras, descreve com perfeição o amor que muitos procuram e poucos realmente encontram. E ele fala do amor em todas as suas expressões: desde o romântico entre duas pessoas até o mais puro e verdadeiro dos laços familiares, que ele tem com seu pai e mentor.
Como as relações humanas são frágeis e complicadas, os relacionamentos tornam-se difíceis, o que nos faz buscar a felicidade nos lugares ou nas pessoas erradas. Mas o autor nos faz enxergar a vida de forma diferente. Faça amor, não faça jogo é um lembrete de que, no jogo do amor, não é necessário haver ganhadores ou perdedores. Basta olhar e aceitar novos paradigmas e acreditar no que diz seu coração. E vivenciar isso de verdade.

Minha Opinião:

Este é um daqueles livros que conseguimos ler em uma tarde, em duas horas. Ou aos poucos, como acabei fazendo. Realizei duas leituras, em momentos diferentes, e elas foram ótimas em ambos os momentos.
Ique, que também é blogueiro, tem o dom de escrever uma prosa poética que nos encanta do começo ao fim. Vamos lendo e quando percebemos o livro já chegou ao fim.
Cada crônica tem um aprendizado, desde algo em relação ao amor entre duas pessoas, como em si próprio e seus familiares. No caso aqui vimos a figura do pai como um verdadeiro mestre na arte de conquistar as pessoas, sendo gentil, educado, respeitado e, com certa delicadeza, viver feliz e ter um casamento de muitos anos.
Em resumo, encontramos crônicas de algumas desilusões amorosas do Ique, outras de conquistas, mas todas com aquela vontade de viver, além, é claro, de parte do dia-a-dia com a convivência e a doença do seu pai.
A cada nova crônica encontramos uma dica de música para ouvir durante a leitura. Inclusive pesquisei e encontrei a playlist, que se tornou uma das minhas preferidas.
Não consigo escrever a resenha, pois me faltam palavras. Faça amor, não faça jogo foi um dos livros que mais me tocou em 2015 e, agora, poderia ficar escrevendo por horas e horas, mas não chegaria a um porcento do que esta leitura representou para mim.
O amor é mais importante no fim e durante todos os dias da vida, amor entre mãe e filho, entre marido e esposa, e o amor ao próximo.
Por isso leia, mesmo que não curta muito crônica. Para aqueles que querem algo diferente e ao mesmo tempo leve e rápido, este é um prato cheio.
O trabalho da editora é impecável. Capa linda que nos chama atenção logo de cara e diagramação boa para a leitura.


Deixe um comentário

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥